Compartilhe
essa notícia
Cidades / 22/02/2016 10:43 - Atualizada em 22/02/2016 10:43
Especialista lista dicas para comprar passagens aéreas mais baratas


Viajar o mundo é um sonho de muitos. O que motivo essa vontade pode ser o desejo de vivenciar novas culturas, aprender idiomas, conhecer lugares. Para quem tem esse objetivo, o ideal são os programas de intercâmbio. Depois que tudo foi planejado, é hora de comprar a passagem.



Para conseguir um preço mais acessível e diminuir os gastos com a viagem, a CEO da Mais Intercâmbio, Marina Jendiroba Moura, seleciona seis dicas para comprar passagens aéreas acessíveis e poder guardar dinheiro para usar no país de destino. Confira:



1 - Compre com antecedência



Como qualquer outro setor regido pelas regras do mercado, oferta e demanda são determinantes para a composição do preço. Com as passagens não é diferente. Uma maneira de se aproveitar dessa lógica é adquirir passagens com antecedência — a tendência é que os valores aumentem quanto mais próxima estiver a data do voo.



2 - Procure em sites de pesquisa de passagens



Existem hoje sites especializados em comparar preços de passagens em diferentes companhias aéreas com o simples clicar de um botão, como Kayak, Skyscanner, Decolar e Submarino. Pesquise sempre em mais de um para ter a certeza da menor tarifa. Além disso, após a pesquisa, comprar diretamente da companhia aérea escolhida também pode render algum desconto. Além disso, consultar a própria agência em que você comprou o intercâmbio costuma ser uma boa opção, pois ela pode facilitar todo esse processo buscando a melhor opção de tarifa para você.



3 - Escolha datas mais econômicas



Não é segredo para ninguém que a alta estação costuma elevar o valor das passagens. Meio e final de ano costumam ser períodos mais caros, o primeiro por conta das festas e celebrações tradicionais e o segundo por ser verão no hemisfério norte, momento em que muitos aproveitam para viajar.



Além da época do ano, vale a pena observar, também, a data de embarque. Sexta, domingo e segunda-feira costumam ser mais caros, por serem os dias de maior fluxo de passageiros. Terça ou quarta-feira, dias de menor movimento, são boas opções. O sábado também pode reservar bons valores.



4 - Aproveite promoções



Companhias aéreas de todo o mundo apostam em promoções para atrair passageiros, sobretudo para períodos de menor procura. Com a expansão da internet, a rede tornou-se o local perfeito para que essas promoções sejam divulgadas. Esqueça-se daquela antiga regra de ficar acordado madrugada adentro para esperar por uma promoção: a ideia agora é dar visibilidade à oferta e não escondê-la. Sendo assim, é comum que as promoções sejam anunciadas na sexta-feira e durem todo o final de semana.



Comum, também, são as promoções relâmpago, aquelas que duram poucas horas. Ficar atento às redes sociais é a dica, mas não se esqueça de assinar também o newsletter das companhias. Aqueles e-mails que geralmente caem em seu lixo eletrônico podem trazer excelentes oportunidades.



5 - Use um sistema de milhagem



A primeira regra para viajantes que optam pelo transporte aéreo é inscrever-se no programa de milhagem da companhia escolhida. Com filiação gratuita, os programas garantem pontos a cada nova viagem realizada, cada qual de acordo com suas próprias regras. Viagens para o exterior costumam render uma boa quantidade de milhas, que podem ser revertidas em passagens futuras.



Caso já seja participante de programas de milhagem e deseje utilizar sua pontuação para baratear o bilhete, fique atento para os valores cobrados nas opções milhas + dinheiro. Em várias situações a opção não é vantajosa.



6 - Compre passagens separadas para sua rota



Em algumas situações a aquisição de passagens separadas, compondo um roteiro, pode se mostrar uma alternativa mais interessante do que a aquisição de um bilhete único. Observando qual é seu destino e quais são as prováveis rotas, pode-se optar por uma passagem até um dos chamados hubs, de onde partem voos para inúmeros outros destinos.



Para quem vai até a Irlanda, por exemplo, atrás da oportunidade de conciliar estudos e trabalho, uma opção pode ser voar até Espanha e de lá para a Irlanda. Se a intenção é fugir do câmbio elevado do dólar e do euro, e o destino for o Canadá, pode ser interessante utilizar os Estados Unidos como ponto de passagem. Aqui a dica é ir testando todas as combinações e possibilidades.


Comentar notícia

Nome
Email
Mensagem
Li e concordo com os termos de uso
Nome remetente
Email remetente
Nome destinatário
Email destinatário