Compartilhe
essa notícia
Cidades / Saúde 21/11/2017 17:28 - Atualizada em 21/11/2017 17:29
Jundiaí inaugura o primeiro centro de treinamento em radioterapia do Brasil


O primeiro centro de treinamento de radioterapia do Brasil entrou em funcionamento na última segunda-feira, 20, na cidade de Jundiaí. A inauguração contou com a presença do ministro da Saúde, Ricardo Barros.



A unidade de capacitação faz parte do Acordo de Compensação Tecnológica (ACT) assinado entre a empresa e o Ministério da Saúde. A partir dessa parceria, será possível produzir no Brasil aceleradores lineares, equipamentos considerados mais modernos no tratamento do câncer e ampliar a oferta de tratamento da doença.



“Fizemos a maior compra pública de aceleradores lineares do mundo: são 100 equipamentos, eram 80 e adicionamos mais 20. Com a construção dessa Fábrica, em Jundiaí, alguns desses equipamentos serão fabricados aqui, mas, principalmente, teremos manutenção, horas/ técnicos e peças para reposição com valores em reais.”, disse o ministro Ricardo Barros.



Instalada na fábrica da Varian Medical, a unidade tem capacidade de capacitar 1.500 pessoas por ano para manuseio de aceleradores lineares. O centro de capacitação vai auxiliar a expansão da radioterapia no país e internalizar a tecnologia, diminuindo os gastos públicos além da dependência do mercado externo.



A empresa tem expectativa de oferecer regularmente 13 cursos, formando uma rede de treinamento em parceria com Universidades. O acordo com o Ministério da Saúde prevê investimentos de R$ 500 milhões para a aquisição de 80 aceleradores lineares e realização de projetos e obras. A produção nacional desses equipamentos vai viabilizar uma economia de aproximadamente R$ 25 milhões em relação ao que era realizado por meio de convênios.



Desde o início deste acordo, a empresa já conseguiu concluir 42% do cumprimento das obrigações assumidas.



Para ter um centro regional estratégico no mundo e o primeiro da América Latina, a Varian já investiu US$ 20 milhões. O complexo da empresa, que tem 4.700m2, compreenderá a sede na América Latina da Varian, o centro de treinamento e educação, além da produção de aceleradores lineares (equipamentos de radioterapia) e site de pesquisa e desenvolvimento de software.


Comentar notícia

Nome
Email
Mensagem
Li e concordo com os termos de uso
Nome remetente
Email remetente
Nome destinatário
Email destinatário