Compartilhe
essa notícia
Vinhedo / Segurança 16/08/2018 14:11 - Atualizada em 20/08/2018 17:17
GMs deixam atuação nas ruas como protesto
Guardas estão trabalhando com coletes à prova de balas vencidos


Nesta semana, guardas municipais insatisfeitos com atuais condições de trabalho passaram a fazer serviço interno, deixando a atuação nas ruas, em reivindicação por melhorias. Estas, incluem principalmente a troca de coletes à prova de balas que estariam vencidos há quatro meses, e a substituição e manutenção de viaturas da frota de segurança.



Questionada pela redação do Jornal de Vinhedo sobre o impasse que afeta toda a população do município, a assessoria de imprensa da Prefeitura enviou sua posição: "O processo de compra de coletes para a Guarda Municipal tem como referência e embasamento regras estipuladas pelo Ministério do Exército. Ao contrário de outras cidades que ofertam apenas coletes contra tiro, Vinhedo adquire aos Guardas Municipais coletes com a chamada dupla função, contra tiros e facadas. Esta modalidade é fornecida, no Brasil, por empresas homologadas no Ministério do Exército".



A Prefeitura ainda explicou que em março deste ano, foi aberto processo licitatório para compra de 74 coletes que iriam vencer em junho. "Importante ressaltar que, por regras do Ministério do Exército, o município não pode adquirir coletes além da quantidade necessária para eventuais reposições, tampouco comprar antes de, no mínimo, 30 dias do vencimento", detalhou.



Por meio de sua assessoria, a Prefeitura ainda ressaltou: "Há 28 coletes em validade que podem ser utilizados pelos guardas em monitoramento de rua, com total segurança e tranquilidade".



 


Fotos da notícia
Manutenção de viaturas também é cobrada

Comentar notícia

Nome
Email
Mensagem
Li e concordo com os termos de uso
Nome remetente
Email remetente
Nome destinatário
Email destinatário