Compartilhe
essa notícia
Cidades / 22/07/2019 16:43 - Atualizada em 22/07/2019 16:44
CPFL alerta para o perigo do uso do cerol e da linha chilena
1180 ocorrências foram registradas pela distribuidora no ano passado nas cidades atendidas


As férias escolares do meio do ano chegaram e com elas, aumenta o número de crianças, adolescentes e até mesmo adultos aproveitando o período para curtir uma das mais antigas e tradicionais atividades da infância: soltar pipa. E uma das principais causas dos acidentes está relacionada ao uso de cerol – mistura de cola, limalha e vidro moído – e da "linha chilena" – composto de quartzo moído e óxido de alumínio, que podem romper os cabos, ocasionando choque elétrico e até morte.



O uso dessas substâncias na pipa é considerado crime penal, previsto nos artigos 129, 132 e 278, do Código Penal Brasileiro, e no artigo 37, da Lei das Contravenções Penais.



Em caso de rompimento de cabos pelo uso de cerol e da “linha chilena”, a população deve acionar imediatamente a distribuidora. É importante que a pessoa permaneça o mais distante possível do fio partido para evitar acidentes graves e fatais.



Ocorrências



A CPFL Piratininga registrou, no ano passado, 1.180 ocorrências na rede (interrupções, acidentes, etc) decorrentes da utilização das pipas, interrompendo o fornecimento de energia para clientes em diferentes oportunidades, nas cidades atendidas pela distribuidora. Até maio de 2019, o número de ocorrências já somou 720.



 


Comentar notícia

Nome
Email
Mensagem
Li e concordo com os termos de uso
Nome remetente
Email remetente
Nome destinatário
Email destinatário