Compartilhe
essa notícia
Vinhedo / Saúde 17/12/2012 15:59 - Atualizada em 18/12/2012 14:32
Festas de fim de ano exigem cuidado dos diabéticos
Algumas precauções podem ser tomadas para auxiliar o controle da doença


Com o fim do ano, é tempo de realizar as festas de fim de ano e com elas almoços e jantares. Estes podem ser muito calóricos. Neste período é difícil controlar os impulsos, principalmente para as pessoas que precisam cuidar da alimentação constantemente, como os diabéticos.



Dados do Ministério da Saúde mostram que no Brasil, mais de 7 milhões de pessoas sofrem com o diabetes, e cerca de 5 milhões têm a doença e não são diagnosticados. Essa é uma das doenças que mais mata no mundo e se caracteriza pelo aumento anormal de açúcar no sangue. “O principal problema dessa época do ano é o consumo de doces associado às refeições mais calóricas. O diabético precisa buscar opções que permitam que ele aproveite a ocasião sem prejudicar a saúde”, afirma o endocrinologista dr. Fadlo Fraige Filho, chefe de Serviço de Endocrinologia do Hospital Beneficência Portuguesa e presidente da Associação Nacional de Assistência ao Diabético (ANAD).



É recomendado o consumo de carnes brancas, acompanhadas por saladas de verduras e legumes. Os tubérculos, como batata e mandioquinha devem ser evitados. Já as frutas secas e os grãos, como nozes, castanhas e amêndoas são liberados, mas sem exagero. Hoje em dia também existem versões sem açúcar das tradicionais sobremesas do período e também de outros doces que podem ser consumidos pelos diabéticos. A bebida alcoólica deve ser ingerida com moderação, pois seu excesso pode levar a um quadro de hipoglicemia e outras complicações mais sérias.



Além de todos esses cuidados com a alimentação, o especialista reforça a importância do monitoramento constante dos níveis de glicemia. “Por ser uma doença silenciosa, o monitoramento é a forma mais eficiente de avaliarmos a evolução da doença. É fazendo esse acompanhamento que o paciente vai poder controlar melhor suas refeições e adequar junto com seu médico a dose correta de insulina a ser tomada”, explica Fadlo. O diagnóstico precoce e o controle da doença são muito importantes, pois ela é hoje a principal causa de cegueira e de amputação dos membros inferiores no mundo.



Na maioria dos casos, os pacientes podem realizar o monitoramento constante da glicemia utilizando monitores portáteis, como o BREEZE® 2 ou o CONTOUR® TS, ambos da Bayer Diabetes Care. Atualmente, existe também o aplicativo gratuito para controlar o diabetes, o GlicoCare, que facilita o monitoramento das medições de glicose diárias, oferece dicas para uma vida saudável, programa lembretes e anotações do dia-a-dia. A versão em português do GlicoCare já está disponível na App Store para iPhone, iPad e iPod touch.


Comentar notícia

Nome
Email
Mensagem
Li e concordo com os termos de uso
Comentários
Nome remetente
Email remetente
Nome destinatário
Email destinatário