Compartilhe
essa notícia
Cidades / Saúde 24/05/2013 19:52 - Atualizada em 24/05/2013 19:52
Especialista recomenda inverno para tratar de estrias
Para evitar problema, não usar roupas apertadas ajuda


Dentre a vasta lista de preocupações que as mulheres têm com a estética, as estrias ocupam uma das primeiras colocações. O médico esteta, dr. Paulo Kogake, confirma que a cada ano cresce o número de pacientes que desejam se livrar destas marcas. Por isso, a "indústria da beleza" busca inovar e até mesmo aprimorar os tratamentos já existentes para combatê-las, sobretudo, durante as baixas temperaturas, uma vez que os raios ultravioletas podem comprometer o resultado do tratamento.



As estrias caracterizam-se por um rompimento das fibras elásticas que sustentam a camada intermediária da pele, formada por colágeno e elastina (responsáveis pela sua elasticidade e tonicidade). "Elas são mais comuns nas mamas, quadris, culotes, coxas e nádegas. Cerca de 90% das mulheres desenvolvem estrias, principalmente durante a gravidez ou mudança brusca de peso", comentou Kogake. O especialista ainda observa que, apesar de ser um problema mais habitual nas mulheres, os homens também têm as indesejáveis linhas.



A prevenção sempre é o melhor caminho para evitá-las. Deste modo, o médico aconselha abusar da hidratação e nutrição da pele para garantir a elasticidade e impedir a ruptura de suas camadas internas. "Além disso, é ideal evitar roupas apertadas e realizar exercícios físicos regularmente associados a uma alimentação saudável, contendo frutas, verduras, legumes e peixes", aconselhou o especialista.



Mas, para quem já possui os indesejáveis sinais, este é o melhor período do ano para recuperar a autoestima e buscar ajuda. Independente do tipo de estria, o médico indica o Laser fracionado CO2 como o melhor e mais poderoso tratamento da atualidade, mas, com algumas ressalvas: "A paciente não pode tomar sol nas áreas tratadas; sendo assim, o laser é mais indicado durante o inverno. Deve haver também a aplicação de cremes hidratantes, com estimuladores de colágeno, indicados pelo médico", observou Kogake.


Comentar notícia

Nome
Email
Mensagem
Li e concordo com os termos de uso
Nome remetente
Email remetente
Nome destinatário
Email destinatário